Informações Turísticas

Atenção você, leitor! Quando passar por aqui, deixe um comentário. Ao menos um "Oi. Tudo bem?" , "Certinho?" , ou algo assim. Ok!? Muito obrigada!!!!

1 ano desde o fim de LOST.



Muitos blogs, sites, perfis de Twitter falaram hoje sobre o aniversário do fim da série que revolucionou o jeito de fazer séries. Todos reconhecem seu sucesso. Seja você um fã ou não. Foi a primeira série a ter uma audiência mensurada em milhões assistindo ao vivo pela internet. Outros milhões, esperavam a meia-noite para baixar a série. E mais alguns milhões, esperavam até às três da manhã para baixar a legenda.


Sites de legendeiros foram criados e o hábito de baixar séries regularmente foi estabelecido a partir de 2oo4.

Fóruns bombavam nas madrugadas em que um episódio inédito era transmitido. Discussões não só sobre a trama da série, mas coisas que muita gente não conheceria se não fosse por Lost era debatido arduamente pelos fans. Literatura, filosofia, física, mitologia, sociologia, psicologia, entre outras 'logias' viraram temas recorrentes.

No dia posterior a um episódio inédito, não se falava em outra coisa, no trabalho, faculdade, msn, e afins.

Foi por introduzir esses temas na televisão, que tornou-se possível produzir outras séries com conteúdo mais cultural, inteligente, saindo da babaquice que tomava conta das séries até então. Cito como exemplo, FRINGE e The Big Bang Theory. Duas das séries mais vistas hoje e que não são somente entretenimento. 

LOST mostrou que era possível envolver os espectadores não somente durante 42 (bad number) minutos por semana e sim, no dia-a-dia. E para isso, os mais interessados, buscavam algumas explicações em livros citados na série, filmes, teorias, história,... tudo para compreender a série (ou tentar prever o fim, o real significado daquilo tudo)

Os ARGs (alternate reality games - sites, blogs, hotsites fora da série, em forma de jogos ou não, no caso de LOST) tornaram-se experiências incríveis.

Lost foi um marco na história da televisão. Talvez esse "bang" tenha sido mais sentido fora do Brasil. Mesmo assim. 

O que começou como a história de alguns sobreviventes de um acidente de avião tornou-se, dia após dia, a nossa história.

Quem não chorou, riu, xingou, compreendeu, se emocionou, se emputeceu, acompanhou, se perdeu, com LOST?

Lost foi uma série, em seis anos, de ficção. Mas tornou a vida de muita gente, real.
(Alguma dúvida de que LOST é a série da minha vida?)

Pra finalizar, deixo uma compilação feita pelo site Liquid Generation com as séries que em algum momento, citaram LOST. (Visto no Blog Teorias LOST )



Sua vez: o que LOST representou pra você?


Nenhum comentário:

Espalhe isso

Outros vizinhos: